Cibercultura de Pierre Lévy

0
70
views
Cibercultura de Pierre Lévy
Cibercultura

Cibercultura de Pierre Lévy fala sobre suas percepções sobre o crescimento do ciberespaço, ambiente criado e proporcionado pela conexão mundial de computadores, e seus desdobramentos na nossa cultura.

Lévy também tece uma leitura sobre as mudanças que acontecem nas pessoas a partir desse crescimento, que eleva e modifica fundamentalmente nossas funções cognitivas como o raciocínio, a memória a e imaginação.

Outro impacto importante da cibercultura na nossa sociedade é a alteração das formas de aprendizado, que passam de modelos definidos com antecedência, em formatos lineares e piramidais para espaços emergentes, abertos, contínuos, em fluxo e não lineares que se reorganizam de acordo com os objetivos ou contextos aos quais estão a serviço.

Citações selecionadas:

De fato, também vemos surgir na orbita das redes digitais interativas diversos tipos de formas novas:

– de isolamento e de sobrecarga cognitiva (estresse pela comunicação e pelo trabalho diante da tela),
– de dependência (vício na navegação ou em jogos em mundos virtuais),
– de dominação (reforço dos centros de decisão e de controle, domínio quase monopolista de algumas potências econômicas sobre funções importantes da rede etc.),
– de exploração (em alguns casos de teletrabalho vigiado ou de deslocalização de atividades para o terceiro mundo),
– e mesmo de bobagem coletiva (rumores, conformismo em rede ou em comunidades virtuais, acúmulo de dados sem qualquer informação, “televisão interativa”)

(LÉVY, 1999, p. 29).

Em grego arcaico, a palavra ‘pharmakon’ (que originou a palavra ‘pharmacie’, em francês) significa ao mesmo tempo veneno e remédio. Novo pharmakon, a inteligência coletiva que favorece a cibercultura é ao mesmo tempo um veneno para aqueles que dela não participam (e ninguém pode participar completamente dela, de tão vasta e multiforme que é) e um remédio para aqueles que mergulham em seus turbilhões e conseguem controlar a própria deriva no meio de suas correntes” (LÉVY, 1999, p. 30).

[o ciberespaço é] o espaço de comunicação aberto pela interconexão mundial dos computadores e das memórias dos computadores” (LÉVY, 1999, p. 92).

Uma das principais funções do ciberespaço é o acesso a distância aos diversos recursos de um computador […] Isso significa que o ciberespaço pode fornecer uma potência de cálculo, em tempo real, mais ou menos como as grandes companhias de fornecimento de eletricidade distribuem energia” (LÉVY, 1999, p. 93).

Com um terminal convenientemente preparado para esse fim (computador pessoal, televisão avançada, telefone celular especial, PDA etc.) também me é possível acessar o conteúdo de bancos de dados ou, em geral, a memória de um computador distante” (LÉVY, 1999, p. 93).

Referências
LÉVY, Pierre. Cibercultura. 3. ed. São Paulo: Editora 34, 1999.

Imagem: Crislaine Tomaz

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here