Infográfico interativo facilita relacionar imposto de renda e seguridade social

0
75
views
Infográfico interativo

Durante o curso introdutório de Infografia desenvolvido pela Universidade do Texas em Austin e ministrado por Alberto Cairo, tivemos alguns exercícios de desenvolvimento para aplicar as técnicas estudadas. Um desses estudos foi sobre o relatório de Imposto de Renda e Seguridade Social do KPG.

Para esse trabalho desenvolvi um primeiro rascunho baseado nas informações do próprio relatório e pesquisei informações sobre o Índice de Desenvolvimento Humano das Nações Unidas, criando assim um diálogo entre a qualidade de vida e o valor dessas taxas que pagamos ao governo.

As duas taxas são importantes para análise, pois são descontadas diretamente na renda de cada cidadão, portanto é o imposto mais difundido e “visível” de todos os que pagamos.

Para o desenvolvimento, imaginei um infográfico interativo onde o interator pudesse navegar pelas informações e comparar os dados do KPG e da ONU.

Infográfico desenvolvido com dados da KPG

 

1. Topo

Logo no topo um título convida para o questionamento ao qual o infográfico se propõe com a pergunta se esses impostos podem realmente construir uma vida melhor, ou seja, se nos lugares onde se tem as maiores taxas de imposto de renda e seguridade social, também tem os mais altos índices de desenvolvimento humano.

Ao lado um subtítulo traz esse pensamento de forma mais abrangente. Abaixo um texto de apresentação apresenta a principal fonte de informação do infográfico, o KPG, e a importância das taxas ali apresentadas.

2. Seleção de países

Disponibilizei, nessa primeira versão, a possibilidade de comparar até três países. A escolha foi baseada no fato de que, segundo pesquisas, nossa mente trabalha melhor com até seis grupos informacionais por vez, como a quantidade de dados é muito grande, trabalhei com somente a metade disso e dividi todas as informações em grupos de três, criando assim um padrão identificável para a mente do leitor.

Esse padrão não é perceptível conscientemente, mas naturalmente a cognição do interator vai absorvendo essa informação e se adapta, conseguindo absorver o conteúdo de forma ainda mais rápida.

3. Sobre os países

Depois de selecionado os países, vem o que apelidei de “apresentação dos personagens”, como o relatório da KPG envolve muitos países, podemos supor que nem todos eles são conhecidos dos interatores então, caso ele selecione um país que não conhece, tem a possibilidade de conhecer sumariamente o país, inclusive com informações que vão ajudar na análise dos dados sobre as taxas e os índices da ONU.

4. Primeiros gráficos

Na interface de abertura também são apresentados os primeiros gráficos dos relatórios para uma visão mais abrangente, eles são em barra, que facilita a comparação, e possuem uma linha colorida que marca a média relativa a todos os países presentes no relatório do KPG.

5. Barra de navegação

No final da interface existe a possibilidade de navegar pelas demais interfaces do infográfico e se aprofundar ainda mais nos dados ou subir para o topo da tela, no caso do monitor do interator ser menor que a interface em si.

6. Fonte

Fechando o infográfico são apresentadas as fontes de referências utilizadas para a composição dele.

Licença Creative Commons
Esta obra de Heller de Paula, foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here