Matriz CSD – Certezas, Suposições e Dúvidas para Design Thinking

2
272
views
Matriz CSD - Certezas, Suposições e Dúvidas

O que é:

Matriz CSD – Certezas, Suposições e Dúvidas é uma matriz para elencar pontos de atenção do projeto facilitando definir onde se concentrar ou no que focar.

Ela consiste em criar três colunas principais onde o time anota suas Certezas em uma coluna, suas Suposições em outra coluna e suas Dúvidas em uma terceira coluna.

As anotações podem ser de qualquer aspecto do projeto e serve ainda como um retrato do que já sabemos e o que queremos descobrir.

Essa matriz pode ficar ativa durante todo o tempo do projeto e mostrar, inclusive, avanços como dúvidas que se tornam certezas, por exemplo.

Para que normalmente é usada:

A matriz CSD normalmente é usada para levantar o que sabemos sobre o projeto e alinhar conhecimento entre os membros do time.

Nesse sentido, normalmente cada membro faz anotações em post-its (uma anotação por post-it) individualmente e depois todos do time compartilham o que anotaram.

Assim, certezas, suposições e dúvidas são alinhadas e até descobertas.

Quanto mais multidisciplinar for o time, mais rica essa matriz ficará, pois apresentará dúvidas de diversas esferas como, por exemplo, de negócios, de tecnologia e de experiência do usuário.

No entanto, nada impede que o time tenha uma matriz CSD para cada tema específico, quando o projeto for muito grande, por exemplo.

Quando normalmente é usada:

Eu gosto de usar essa matriz logo no começo do projeto, para já levantar o que sabemos sobre o desafio que vamos tocar.

Nesse momento ela ganha ainda mais relevância, pois pode direcionar até primeiras pesquisas e o ponto de atenção inicial.

Na minha experiência mais recente, eu tenho usado essa matriz como a primeira atividade na reunião de planejamento de Design Sprints até para ajudar a refinar o desafio que vamos atacar.

A vantagem é que o caráter de alinhamento dela ajuda a deixar claro para o time até o ponto de dor mais importante para resolver primeiro.

No entanto, a matriz pode ser usada em qualquer outro momento para ajudar a definir próximos passos ou mesmo ficar presente durante todo o projeto como um retrato do que está acontecendo.

Na abordagem de design thinking de referência*: Entender > Idear > Alinhar > Prototipar > Testar.

Exemplo de passo a passo:

PASSO 1
Cada pessoa individualmente faz suas anotações em post-its a respeito das certezas, suposições e dúvidas que tem a respeito do tema selecionado.

PASSO 2
Cada pessoa apresenta suas anotações colando seus post-its em um painel com as três colunas respectivas.

PASSO 3
O grupo debate sobre as anotações selecionando até três pontos principais para se trabalhar.

Esses pontos – ou a junção deles – pode se tornar inclusive um desafio para ser trabalhado em um Design Sprint (sessão de design thinking).

Exemplo da matriz CSD – Certezas, Suposições e Dúvidas:

Matriz CSD - Certezas, Suposições e Dúvidas

*Veja abordagem completa do Design Thinking de referência: Entender > Idear > Alinhar > Prototipar > Testar

2 COMENTÁRIOS

  1. Já usei esta dinâmica nos treinamento de Scrum Master e foi bem legal. Fizemos no inicio do treinamento onde todos colocaram seus comentários sobre o papel do SM e ao final do treinamento voltamos para o quadro e muita coisa que era certeza mudava de lugar, dúvidas foram respondidas, etc.
    Muito bom o artigo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here