O sucesso não ocorre por acaso de Lair Ribeiro

0
158
views
O sucesso não ocorre por acaso de Lair Ribeiro

O sucesso não ocorre por acaso de Lair RibeiroO sucesso não ocorre por acaso de Lair Ribeiro é uma obra que fala sobre a programação mental que acontece nas nossas vidas e podem nos levar ao sucesso ou fracasso.

Ficha Técnica
Autor: RIBEIRO, Lair.
Título: O Sucesso Não Ocorre Por Acaso
Edição: 56°
Local de Publicação: São Paulo
Editora: Objetiva
Ano: 1993
Número de Páginas: 123

As leis universais do sucesso

1. Aprenda com o universo. E com a experiência alheia;

2. Lei do aumento. Tudo aquilo em que você se concentra, aumenta.

3. Visualize a experiência. Vivenciar ou imaginar pode ter o mesmo efeito para o cérebro e para os nossos sentidos.

4. Dissonância cognitiva. Ação e crença devem andar juntas

5. Envolvimento e comprometimento. Comprometa-se com suas metas

6. Um, dois, três.  Aquilo que acontece duas vezes ou mais estabelece tendência e, provavelmente, irá acontecer novamente. Tenha cautela.

7. Escassez e abundância. Abundância é um direto universal. Para eu ganhar você não precisa perder, pois o universo é construído para todos ganharem.

8. Amor incondicional. Transcenda todos os medos e codifique o futuro como possibilidades e não com expectativas.

9. Atração em ação. Você consegue atrair aquilo que já possui.

10. O paradoxo universal. Aceite os outros do jeito que são e a si mesmo do jeito que você é.

11. Transcendência e Livre arbítrio. Supere as situações da vida e comece tudo de novo sempre que necessário.

12. Agradecendo e arriscando. Agradeça pelo que tem e arrisque-se à novas oportunidades.

13. Manifestação física. Pensamento é energia e energia segue pensamento no ciclo pensar-sentir-agir.

14. Sinergia. Cooperação, respeito, comunicação e intuição devem trabalhar conjuntamente para gerar sinergia universal.

15. Harmonia. Harmonize-se com o universo, com tudo e todos ao seu redor, com o ritmo do tempo e com você mesmo. Harmonia é a essência do existir.

16. Evolução. Participe da dinâmica universal em sua finalidade básica: evoluir.

17. Unidade sem complexidade. Tudo que pensamos, dizemos ou fazemos, contribui de uma forma positiva ou negativa para a vibração do Todo.

18. Conhecimento e Sabedoria. Experiência associada à profunda reflexão constituem um modo eficaz de atingir sabedoria. Aquele capaz de profunda reflexão interna descobrirá os segredos do universo, pois é lá, no eu-interior, que eles estão guardados.

O livro também de tornou uma série se vídeos que atualmente está disponível no Youtube:

 

Citações selecionadas

Sucesso é conseguir o que você quer […] Isso é diferente de Felicidade, que é querer o que já se conseguiu. Para ser feliz você não precisa de mais nada. Basta estar satisfeito com o que possui; é uma questão de aceitação mental” (RIBEIRO, 1993, p. 11-12).

Nosso cérebro precisa aprender a ver as oportunidades, pois na nossa educação não somos treinados para isto. Os atuais processos educativos focalizam os problemas e não as soluções” (RIBEIRO, 1993, p. 19).

Nós vivemos num mundo de ilusões: o que você pensa que é real, na verdade pode não ser. A realidade é algo subjetivo” (RIBEIRO, 1993, p. 21).

Tudo em que você se concentra tende a aumentar. Se você se concentrar nas suas limitações, elas crescerão na proporção da energia despendida. Então é muito melhor você se concentrar nas suas qualidades (reais e imaginárias), pois isso fará com que elas cresçam e frutifiquem em você” (RIBEIRO, 1993, p. 22).

Escreva dez qualidades que você tem ou gostaria de ter. Pense nessas qualidades todos os dias durante 21 dias” (RIBEIRO, 1993, p. 22).

Se você pensa que pode, ou se pensa que não pode, de qualquer jeito você está certo” (FORD apud RIBEIRO, 1993, p. 22).

Você pode escolher interpretar qualquer acontecimento como bom ou ruim. Depende do seu ponto de vista, da sua visão de mundo” (RIBEIRO, 1993, p. 25).

É preciso dar oportunidade para que as pessoas e as coisas possam mudar. Inclusive você” (RIBEIRO, 1993, p. 28).

[A estrela do sucesso é composta por] Ambição, autoestima, comunicação, metas, atitude, trabalho” (RIBEIRO, 1993, p. 29).

Toda crença, uma vez estabelecida, procura perpetuar-se. Por outro lado, toda nova informação, quando penetra na sua mente, tende a substituir uma informação antiga relacionada com o mesmo assunto. Assim sendo, a última experiência é que geralmente permanece.” (RIBEIRO, 1993, p. 30).

Se você caiu de bicicleta e ficou com medo de andar novamente, o que vai perdurar é o medo de andar de bicicleta. Se você caiu, levantou-se e, mesmo com medo, andou novamente, o que vai perdurar é a capacidade de andar de bicicleta” (RIBEIRO, 1993, p. 30).

Visualização é um recurso fundamental para a instalação de experiências no sistema nervoso. Quando uma visualização é bem feita, o cérebro não se importa em saber se aquilo realmente aconteceu no mundo físico ou apenas na imaginação. De uma forma ou de outra, a visualização fica implantada no cérebro e pode tornar-se realidade” (RIBEIRO, 1993, p. 30).

A autoestima é fundamental na conquista do sucesso. Se você não gosta de você mesmo, como vai convencer outros a gostarem? Não adianta de cobrir de ouro, usar roupas lindas, se a autoestima estiver baixa. O problema é que o modo como fomos criados nos leva a não gostarmos de nós mesmos. Nossa estrutura nos torna autocríticos demais” (RIBEIRO, 1993, p. 31).

Ninguém pode fazê-lo sentir-se inferior sem a sua permissão. Ninguém pode entrar na sua pele para fazer você infeliz. Isso é uma escolha sua. Se alguém lhe provoca a sensação de inferioridade ou de infelicidade é porque você está deixando, você está dando permissão: o sentimento é seu e é você quem decide o que sentir” (RIBEIRO, 1993, p. 33).

Você sabe como se treina uma pulga? Coloque a pulga dentro de um jarro e feche-o. A pulga não gosta de ficar presa e começa a pular. Ela pula, bate na tampa do jarro e volta, bate e volta várias vezes até que seu cérebro chega à conclusão de que não adianta e ela começa a pular numa altura menor, sem bater na tampa. Depois que isto acontece, pode-se tirar a tampa do jarro que nunca mais a pulga pulará para fora. Seu cérebro condicionou-se à existência da tampa e ela nunca mais vai identificar a sua ausência. [Quantas tampas você ainda conserva?]” (RIBEIRO, 1993, p. 33).

Conflitos interiores são vivenciados quando duas crenças antagônicas convivem simultaneamente no mesmo cérebro […] Você fica dividido internamente e, nessa situação de conflito interior, há perda de energia vital” (RIBEIRO, 1993, p. 36).

Se você, por exemplo, acredita que fumar faz mal e continua fumando (conflito entre crença e ação), ou você para de fumar (mudança na sua ação), ou racionaliza, iludindo a si mesmo, tentando se convencer de que fumar não é prejudicial. Quando racionalizações como esta predominam em várias áreas de sua vida, você vive em constante auto-ilusão” (RIBEIRO, 1993, p. 36).

A limitação, portanto, é resultado de uma mensagem negativa que aparece dentro do cérebro” (RIBEIRO, 1993, p. 38).

O mundo é um reflexo do meu interior […] A realidade mostra-me o valor que eu acho que tenho” (RIBEIRO, 1993, p. 39).

O universo passa a ser seu aliado quando suas metas estão alinhadas com sua finalidade de vida e você se compromete a alcança-las” (RIBEIRO, 1993, p. 41).

Ousando fazer, o poder de realização lhe será outorgado. Ousadia positiva traz consigo algo mágico, sublime e poderoso” (RIBEIRO, 1993, p. 41).

Até agora, pensava-se que, para agir, era preciso sentir. Sabe-se, hoje, que se começarmos a agir, o sentimento aparece. Essa foi, para mim, a descoberta mais importante do século, para o desenvolvimento humano” (WILLIAM JAMES apud RIBEIRO, 1993, p. 45).

Intenção sem ação é ilusão. Ouse fazer e o poder lhe será dado” (RIBEIRO, 1993, p. 45).

Quanto melhor você aceita suas falhas, mais aprende com elas para fazer certo da próxima vez” (RIBEIRO, 1993, p. 48).

Existe uma grande diferença entre não ser doente e ser sadio. A maior parte das pessoas não é doente, somente poucas são sadias. Ser sadio significa ter energia para fazer tudo o que se deseja na vida” (RIBEIRO, 1993, p. 50).

Trabalhe seu ponto forte, que o resto se fortalece” (RIBEIRO, 1993, p. 54).

Na nossa educação, no entanto, falhar é pecado e, à medida que isto acontece, nossa autoimagem vai sendo destruída. Acontece que é tempo de lembrar do bebê persistente que já fomos” (RIBEIRO, 1993, p. 54).

Tudo que é importante na vida você não faz certo da primeira vez. Temos que estar preparados para aprender com as falhas. Se você disser: “não quero falhar” – será muito mais difícil progredir na vida. Quanto melhor você aceita suas falhas, mais aprende com elas para fazer certo da próxima vez. E assim, aprendendo, acertando, progredindo, você confiará mais em si mesmo e terá mais autoestima. Erros são grandes momentos na nossa existência” (RIBEIRO, 1993, p. 55).

O sorriso é muito importante para melhorar sua autoestima. Quando você sorri, mesmo que não esteja sentindo nada, o seu cérebro recebe uma mensagem de que está tudo bem. Existe uma conexão direta entre o sorriso e o sistema nervoso central. Quando você sorri, libera no cérebro um hormônio chamado beta-endorfina, que leva à sua mente uma mensagem positiva” (RIBEIRO, 1993, p. 55).

[preste] serviços úteis ao seu próximo, à sua comunidade, sem interesse financeiro. Faça coisas de graça e você verá que o mundo vai lhe devolver a doação. Isso não significa que você não deva valorizar o seu trabalho. Pratique a Síndrome de Robin Hood – cobre caro do rico e ajude o necessitado” (RIBEIRO, 1993, p. 57).

Se você vive em terreno de peru, é muito difícil você aprender a voar feito águia. Se você convive em ambientes de pessoas negativas, é difícil desenvolver uma autoestima sadia” (RIBEIRO, 1993, p. 58).

Se você, antes de mais nada, não estiver bem, não conseguirá ajudar os outros a ficarem bem, e o círculo vicioso poderá ser prejudicial a todos” (RIBEIRO, 1993, p. 58).

Com exceção de eletricidade e magnetismo, em tudo na vida semelhante atrai semelhante […] Dinheiro vai para quem? Para quem tem dinheiro e não para o pobre. Sucesso vai para quem tem sucesso. Amor vai para quem tem amor. Ódio vai para quem tem ódio” (RIBEIRO, 1993, p. 59).

Se você pensar nos momentos bem-sucedidos que já teve na vida, mais sucesso vai aparecer [visualize] esse sucesso para o seu futuro. Sucesso atrai sucesso, mas quem faz seu sucesso é você mesmo” (RIBEIRO, 1993, p. 59).

Uma expectativa, quando não se realiza, gera frustração. Uma possibilidade, mesmo quando não acontece, continua sendo uma possibilidade” (RIBEIRO, 1993, p. 60).

Deixe as experiências e mensagens positivas irem substituindo as negativas em sua autoestima” (RIBEIRO, 1993, p. 63).

Para onde sua atenção estiver concentrada, fluirá sua energia. Você só consegue atrair aquilo que já possui. Semelhante atrai semelhante. A vida é um eco: se não gosta do que está recebendo, preste atenção no que está emitindo. Qualquer manifestação no seu universo físico é coerente com sua emissão energética” (RIBEIRO, 1993, p. 64).

Concentrar-se no que você não quer, ao invés de concentrar-se no que você quer, é como dirigir olhando pelo retrovisor [comunique-se de forma positiva consigo mesmo, diga: “Eu quero ser magro”, ao invés de: “Eu não quero ser gordo”]” (RIBEIRO, 1993, p. 66).

Somente ocorrerá uma verdadeira mudança em você quando você aceitar os outros do jeito como eles são e aceitar a si próprio do jeito que você é. Para ganhar nessa corrida, comece tirando o pé do acelerador, respirando, olhando em volta e dentro de si” (RIBEIRO, 1993, p. 68).

Conhecimento é poder em potencial. Qual é o valor de uma moeda de ouro no fundo do oceano, onde ninguém pode alcança-la? Nenhum. Qual é o valor de um indivíduo que tem um conhecimento tremendo, tem a Enciclopédia Britânica na cabeça, mas não se comunica com ninguém? Zero! Conhecimento sem ação não tem valor” (RIBEIRO, 1993, p. 69).

Existem quatro modos, ligados à sua comunicação com o mundo, pelos quais o mundo julga você: O que você faz? Qual é a sua aparência? O que você diz? Como você diz?” (RIBEIRO, 1993, p. 70).

[…] tornando-se seu próprio observador e agindo com integridade e compaixão, você terá a habilidade de dar conotação positiva a um evento desagradável, no momento em que ele ocorre” (RIBEIRO, 1993, p. 73).

Transcendência significa superar uma situação e começar tudo de novo. Nós, seres humanos, somos animais linguísticos e com isso temos a capacidade de transcender, a qualquer instante da nossa existência” (RIBEIRO, 1993, p. 73).

Gratidão é a mãe de todos os outros sentimentos […] Existe uma escassez de gratidão no mundo dos homens. Essa falta de gratidão gera desarmonia e infelicidade no nosso viver. Agradeça diariamente pelo que você tem e gostaria de ter, e o Universo continuará lhe proporcionando, não só isso, mas também coisas que você não tem e nem sabe ainda que gostaria de ter” (RIBEIRO, 1993, p. 80).

Se você descobre qual a sua finalidade de vida e alinha suas metas de acordo com elas, o universo conspira ao seu favor” (RIBEIRO, 1993, p. 82).

Defina seis metas para sua vida: Metas físicas; Metas financeiras; Metas sociais; Metas profissionais; Metas familiares e Metas mentais” (RIBEIRO, 1993).

Tudo o que existe no universo físico surgiu primeiro na mente. Pensamento é energia e energia segue pensamento […] Os pensamentos dependem das crenças da pessoa que os têm” (RIBEIRO, 1993, p. 84).

Você é quem comando o seu “navio”. Tire as mãos do bolso e conduza o leme com firmeza e determinação, levando sua vida pelos mares que você escolher, sempre dantes navegados no seu oceano mental” (RIBEIRO, 1993, p. 84).

[…] escreva tudo o que for importante” (RIBEIRO, 1993, p. 85).

A meta deve ser pessoal e o indivíduo tem que estar comprometido com ela. Estar comprometido é muito mais do que estar envolvido. No café da manhã de um hotel servem-se ovos com bacon: a galinha estava envolvida, dando os ovos, ao passo que o porco estava comprometido com o bacon” (RIBEIRO, 1993, p. 86).

A meta tem que ser específica [e mensurável quantitativamente e qualitativamente]” (RIBEIRO, 1993, p. 87).

A meta tem que ser longa. Você tem que ter um plano para a vida […] Com um plano de vida, pode-se dividir a caminhada para a meta em etapas anuais a serem conquistadas passo a passo, através de tarefas diárias” (RIBEIRO, 1993, p. 87).

Ao invés de dizer “não faça isto”, diga “faça aquilo”. Ao invés de dizer “não fique vendo TV”, diga “vá brincar lá fora”. Isto pode mudar seu relacionamento com seus filhos. Imagine então o seu relacionamento com o mundo, como poderá ser modificado quando você estabelecer metas positivas para sua vida” (RIBEIRO, 1993, p. 89).

Paradigma é a forma como você percebe o mundo. No entanto, ele está para você da mesma forma como a água está para o peixe. O peixe não sabe que está dentro dela até que o tirem para fora. Esta definição é de Adam Smith, que diz também: “Paradigma nos explica como é o mundo e nos ajuda a predizer seu comportamento” […] No momento em que nós entendemos como interpretar paradigmas, nós podemos mudar a nossa percepção do mundo” (RIBEIRO, 1993, p. 92-93).

O que conta não é o que acontece com você, mas o modo como você percebe o que acontece” (RIBEIRO, 1993, p. 94).

Se o único instrumento que você tem é um martelo, todo problema que aparece você pensa que é prego” (RIBEIRO, 1993, p. 95).

Qualquer problema que ocorre na sua vida é um estímulo para fazer você crescer […] Só existe um lugar onde não existem problemas: o cemitério. Quem mora lá não tem nenhum problema. De resto, viver é enfrentar um problema atrás do outro” (RIBEIRO, 1993, p. 102).

Viver é enfrentar um problema atrás do outro. O modo como você os encara é que faz a diferença” (RIBEIRO, 1993, p. 103).

Todo problema traz consigo a semente da solução. Um problema só lhe é apresentado pela vida se você puder resolvê-lo ou, de alguma forma, contribuir para a solução […] Se você não tem capacidade de resolver um problema, você vai ignorá-lo [como o mendigo sobre o problema ecológico na Amazônia frente a questão dele arranjar alimento]” (RIBEIRO, 1993, p. 104).

A finalidade básica do universo é a evolução. Todos nós nos encontramos nesta viagem evolutiva. Todos os acontecimentos no nosso Universo ocorrem por alguma razão. O que acontece conosco é para o nosso bem (mais do que material, espiritual)” (RIBEIRO, 1993, p. 105).

O homem é 90% adaptação e 10% vocação. É possível fazer qualquer coisa tornar-se interessante, você pode trazer o interesse para ela” (RIBEIRO, 1993, p. 106).

Você trabalha para você! A empresa em que você está trabalhando lhe dá um espaço, com mesa e telefone ou outros equipamentos, apoio de secretária e outros benefícios, mas no fundo você não trabalha para os outros. Você (reconhecendo isso ou não) está sempre trabalhando para você mesmo. Não interessa que seja o empregado” (RIBEIRO, 1993, p. 107).

Sorte não existe. Sorte é quando preparação encontra oportunidade” (RIBEIRO, 1993, p. 110).

[…] tudo que acontece pode ser sorte ou azar. Depende do que vem depois. O que parece azar num momento, pode ser sorte no futuro” (RIBEIRO, 1993, p. 112).

Se o que você está fazendo não está funcionando, para, pense, analise e decida uma nova ação. Continuar agindo da mesma forma e esperar resultados diferentes é manifestação de insanidade mental” (RIBEIRO, 1993, p. 113).

Eficiência é fazer bem feito. Eficácia é fazer o que precisa ser feito” (RIBEIRO, 1993, p. 116).

Se você continuar fazendo o que sempre fez, vai continuar obtendo o que sempre obteve” (RIBEIRO, 1993, p. 119).

A vida que você leva foi criada por você” (RIBEIRO, 1993, p. 122).

Se você pensa que você pode ou sonha que pode, comece. Ousadia tem genialidade, pode e mágica. Ouse fazer e o poder lhe será dado” (GOETHE apud RIBEIRO, 1993, p. 122).

Comece, comece, comece; aja, aja, aja” (RIBEIRO, 1993, p. 122).

Referências
RIBEIRO, Lair. O Sucesso não Ocorre por Acaso. 56. ed. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 1993.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here